Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2017

Tardiamente

Amar uma pessoa 
A vida toda
Aparentemente
É um privilégio 

Mas quando ela não quer
Contigo tudo compartilhar
Definitivamente
É um azar

A vida segue
Já não é tão comum
Esta pessoa contigo estar
A vida tomou outro rumo

Mas o vínculo
Depois de vinte e tantos anos 
É algo que não acaba
Afinal amor é amor

E quando se pensa 
Que este assunto era morto
A proposta vem como num sonho:
- Devíamos nos casar.

Depois de tanto tempo...

A resposta não podia ser outra
E vem como um alívio:
- Desculpa estou amando
(tardiamente)
Outro alguém.

Silvana

Flagrante

Imagem

Poema Chinês onde todos os fonemas são pronunciados "shi".

A História do Sr. Shi que comia Leões

Um pequeno conto, escrito em Chinês Clássico, em que todos os caracteres são pronunciados "Shi", mudando apenas o tom (para quem não sabe chinês: cada ideograma é uma sílaba, cada sílaba é composta de um som inicial, um som final e um TOM = a entonação própria da sílaba. Se pronunciado o tom de maneira errada, não se é compreendido).
《施氏食狮史》
石室诗士施氏,嗜狮,誓食十狮。施氏时时适市视狮。十时,适十狮适市。是时,适施氏适市。氏视是十狮,恃矢势,使是十狮逝世。氏拾是十狮尸,适石室。石室湿,氏使侍拭石室。石室拭,氏始试食是十狮。食时,始识是十狮,实十石狮尸。试释是事。
Transcrição Pinyin:
shi shi shi shi shi shi, shi shi, shi shi shi shi. shi shi shi shi shi shi shi shi. shi shi, shi shi shi shi shi. shi shi shi shi shi, shi shi shi, shi shi shi shi shi shi. shi shi shi shi shi shi, shi shi shi. shi shi shi, shi shi shi shi shi shi, shi shi shi, shi shi shi, shi shi shi shi shi shi. shi shi shi, shi shi shi shi shi shi shi. shi shi, shi shi shi shi shi. shi shi shi shi.
Tradução:
"A História do Sr. Shi que Comia Leões"
Era uma vez, um poeta cha…

Descanso

Imagem
Ouço uma música no piano
Parece ser Chiquinha Gonzaga
Ou Ernesto Nazaré

A rede balança na varanda
Leva meu corpo suavemente
Prá lá e prá cá

Uma brisa suave toca meu rosto
A chuva de verão passou 
E o sol voltou a brilhar

Amigas aproveitam
O último resquício de sol
Lendo aqui na varanda

Lembro de ti
A mente voa até aí
Sorrio.

Isto é descanso prá mim.

Silvana

Cultivando amigos

Imagem
A vida anda corrida O ano passa e não vemos
O trabalho nos consome

O relógio não pára 
As tarefas domésticas Se acumulam sem dó 

A família nos exige
Os amores vem e vão Apenas os amigos ficam

E ficam aqueles
Que visitamos, ligamos Mandamos um e-mail

Aqueles que mesmo 
Em meio à corrida Cultivamos.
Silvana